Notícia

A UNITEL participa no IV Fórum Telecom

UNITEL PARTICIPA NO FÓRUM SOBRE

“IMPACTO DA DIGITALIZAÇÃO NA ACTIVIDADE ECONÓMICA”

 

No dia 03 de Dezembro, a UNITEL participou no IV Fórum Telecom realizado pelo Jornal Expansão sob o tema: O Impacto da Digitalização na Actividade Económica.

 

O Fórum que aconteceu em formato presencial para os oradores e online para os participantes, analisou o processo de digitalização da actividade económica, que tem sido um desafio para o País, e a necessidade de uma rede de infraestruturas com cobertura nacional.

 

Na abertura do evento, o Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, salientou que a nova era da digitalização constitui um dos instrumentos fundamentais para a melhoria da capacidade produtiva.

 

A digitalização da actividade económica e a adopção dos novos paradigmas dos serviços digitais, constituem um dos instrumentos fundamentais para modernização e desenvolvimento da capacidade produtiva, governativa, da vida social dos cidadãos e das empresas”.

 

Para o Ministro Manuel Homem, as inovações tecnológicas rompem todos os dias antigas barreiras e oferecem oportunidades valiosas para as empresas reinventarem os seus modelos de negócios em meio aos avanços digitais.

 

Na abordagem do tema “Impacto da Digitalização na Actividade Económica” que contou com a presença dos representantes do SIAC, BAI, ITA, APPY PEOPLE e MULTICHOICE, o Director de Planeamento Estratégico da UNITEL, Eduardo Vieira, reforçou o contributo da empresa no processo de digitalização do País.

 

Para Eduardo Vieira, o processo de digitalização deve estar combinado e equilibrado em duas forças: as empresas de telecomunicações e o mercado.

 

“No fundo as empresas de telecomunicações têm que reagir aquilo que é a necessidade do mercado, para dar acesso a dados de uma forma estável, rápida e a preço acessível.

As infraestruturas disponibilizadas pela UNITEL, entre elas os quase 13 mil quilómetros de fibra óptica instalada por todo o País, ajudarão no processo de digitalização

 

O processo de digitalização também passa pela banca. A Directora de Novos Negócios do BAI, Helena Faria, defendeu a educação dos cidadãos para que estes possam ter noção da segurança que o dinheiro digital oferece.

 

“Precisamos transmitir a informação às pessoas, que é tão seguro termos o dinheiro no telemóvel, como termos o cartão que representa o dinheiro na conta bancária”.

 

Comparativamente a outros países do continente, o processo de digitalização em Angola, segundo o Director da Appy People, Pedro Beirão, ainda está a dar os primeiros passos.

 

 “As soluções de pagamento são factores importantes para a digitalização, e a legislação tem de acompanhar os diferentes sectores, o que não acontece em Angola”, revelou o representante da Appy People.

 

O lançamento do UNITEL Money ocorrido em Agosto passado é uma clara demonstração do processo de digitalização da economia, e vai permitir que pessoas sem conta bancaria e de zonas mais recônditas possam fazer as suas transacções, depósitos e levantamentos, a partir do telemóvel.

 

Sobre o tema, Eduardo Vieira disse também que o UNITEL Money é um dos meios que surgiu para ajudar na penetração e educação financeira da sociedade. Sendo que tem inúmeras vantagens, comparativamente aos riscos.

 

“Obviamente que o UNITEL Money vai ter um papel importante na economia angolana e vai ganhar confiança das pessoas”.

 

O IV Fórum Telecom que decorreu no período de uma hora e trinta minutos, teve uma assistência de mais de 200 pessoas. O encerramento coube ao Presidente do Conselho de Administração do INACOM, Pascoal Fernandes.

 

A UNITEL é o Futuro!