Notícia

Departamento de Saúde, Segurança e Ambiente promove Webinar em alusão ao Dia Mundial da Luta Contra a Malária

No âmbito do Dia Mundial da Luta contra a Malária, assinalado no dia 25 de Abril, o Departamento de Saúde, Segurança e Ambiente da UNITEL, promoveu um webinar denominado “Causas, sintomas e prevenção da malária”.

 

O principal objectivo desta sessão foi consciencializar os Colaboradores sobre as formas  de se prevenir a doença.

 

A sessão realizada na plataforma Microsoft Teams, teve como oradora Domingas Sebastião Pedro, Técnica do Programa Nacional de Combate à Malária e moderador Adão Manuel, Técnico de Segurança no Trabalho do Departamento de Saúde e segurança no Trabalho (DSSA).

 

Ao dar as boas-vindas à plateia virtual, a especialista começou por frisar que a Malária é também conhecida como paludismo.

 

A Malária também conhecida como paludismo, é uma doença parasitária do sangue, provocada por um protozoário do género plasmodium. Este parasita é transmitido através da picada de um mosquito do género Anopheles”, disse.

 

A perita apresentou algumas formas de prevenção da doença, tendo reforçado que o ideal é evitar a picada do mosquito.

 

A melhor forma de se evitar a Malária é não ser picado! Através de medidas como: uso de repelente, colocação de protecções nas janelas, mosquiteiros, tintas anti mosquito, evitar lagoas e rios ao final da tarde e usar roupas de manga comprida, são algumas das formas mais conhecidas”, reiteirou.

 

Relativamente as pessoas de maior risco, a Dr.ª Domingas Pedro, informou que existem dois grupos classificados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

“A Malária tem cura, mas é importante que o tratamento seja iniciado rapidamente, por outro lado crianças menores de cinco anos e mulheres grávidas apanham mais facilmente a doença e por esse motivo devem redobrar os cuidados com os mosquitos”, apontou.

 

No encontro foram também partilhados os principais sintomas da doença.

 

“Os principais sintomas costumam surgir entre 8 à 14 dias após a transmissão e tendem a incluir: febre alta, suores e calafrios, dor de cabeça forte, náuseas e vômitos, dor muscular, fraqueza e cansaço constante. A melhor forma de confirmar a infecção da Malária é ir ao médico e fazer as análises e posteriormente começar o tratamento”, frisou.

 

No encerramento do webinar, a oradora aproveitou para reforçar junto dos Colaboradores a importância das visitas periódicas ao Médico. “Devemos cuidar em primeiro lugar da nossa saúde. Façam uma vez por ano um rastreio anti palúdico”, concluiu.

 

A UNITEL é o Futuro!