Notícia

A Minha História na Unitel

Conhece a história de Edgar Sardinha Fernandes, o Gestor de Operação do Sistema de Tarifação na UNITEL que aos 21 anos migrou do mundo dos petróleos para as telecomunicações e descobriu a verdadeira paixão pela Engenharia da Computação.

Entrar para a UNITEL foi o despertar de consciência e o início de uma nova e inspiradora fase da minha vida.

Com o propósito de conciliar a ciência e a formação profissional, em 2001 entrei para a Universidade e para a UNITEL.

Comecei como Assistente de Call Center, tempos depois passei também a desempenhar a função de Apoio Técnico às Reclamações.

Foi um período muito importante que marcou o início da minha trajectória na empresa. Pude testemunhar e medir o impacto da UNITEL na vida das pessoas. Ajudá-las a perceber a nova realidade e ver a satisfação nos olhos dos Clientes, cada vez que explorassem as funcionalidades do telemóvel. Foi uma sensação indescritível que faço questão de guardar na minha memória.

Em 2004, tive a oportunidade de fazer a mobilidade da área comercial para a técnica, e passei a desempenhar a função de Técnico de Redes Inteligentes na IN – Intelligent Network (Rede Inteligente) na então Direção de Operação e Manutenção (DOM).

Esta transicção foi interessante, pois embora estudante do 3º ano do curso de Engenharia Informática e sem experiência técnica, vi-me a tomar contacto com sistemas sensíveis da empresa e a usar tecnologia de ponta. Era a minha oportunidade de conciliar a teoria e a prática.

Três anos depois, fui nomeado Gestor de Operação de Serviços de Redes Inteligentes.

Face à dinâmica da empresa, em 2009 abracei outro desafio como Gestor de Operação de Serviços de Voz.

Após novas reestruturações, assumi a função de Gestor de Operação de Sistemas de Tarifação no Departamento de Operação e Qualidade de Serviços na Direcção de Operação e Supervisão (DOS), função que desempenho até a presente data.

Tenho uma equipa de nove Colaboradores, que tem como principais responsabilidades garantir a operação, manutenção do sistema de tarifação, configuração dos tarifários, campanhas, bónus, administrar a base de Clientes e também o sistema de recargas da UNITEL.

Tem sido gratificante direccionar e participar no desenvolvimento profissional da minha equipa. Acredito no potencial de cada um deles a notar pela entrega, foco e a qualidade dos resultados apresentados no trabalho.

É fundamental alinhar a visão dos Colaboradores aos valores da empresa. Dar autonomia nos processos e assim ajudá-los a ser proactivos e resilientes. No final, as pessoas desenvolvem competências e reconhecem qualidades muitas vezes desconhecidas por eles mesmos, o que é positivo para o desenvolvimento da equipa.

Em 20 anos de UNITEL, tive momentos intensos e importantes que marcaram o meu percurso, tais como:

  • Passar por todas as fases de treinamento de excelência para ser um digno Assistente de Call Center da UNITEL;
  • A primeira promoção para Gestor, pois tive de aprender na prática a gerir pessoas e mais tarde conciliar com as formações internas e assim aprimorar a competência de gestão;
  • Participar activamente no processo de substituição da antiga plataforma de redes inteligentes pelo sistema de tarifação;
  • Coordenar o fórum dos Gestores da DOS, onde são debatidos temas de âmbito operacional, melhorias de processos, procedimentos e questões de gestão de equipa;
  • Assumir a coordenação técnica, logística e recursos humanos da prevenção da quadra festiva (Natal e Final de Ano) de 2017/2018, para manter a qualidade da rede e dos serviços;
  • E mais recentemente em 2019, quando abracei o desafio de coordenar as visitas multidisciplinares a 16 Províncias.

Foi uma iniciativa da Direcção de Operação e Supervisão, em colaboração com outras Direcções, que consistiu em efectuar 11 deslocações, excluindo Luanda e Bengo, com o objectivo principal de constatar “in loco” o estado técnico das principais infraestruturas de rede nos Centros de Comutação, Sites e Lojas, assim como as dificuldades que os Colaboradores regionais (técnicos e comerciais) enfrentam diariamente no exercício das suas actividades laborais.

Promover a troca de experiências, boas práticas de gestão e a partilha de processos e procedimentos para melhoria da gestão das equipas locais, bem como a promoção do espírito SOMOS UNITEL por todos os integrantes do projecto, fez parte do propósito desta iniciativa.

Durante este percurso na UNITEL, profissionais distintos marcaram a minha trajectória, nomeadamente o Humberto Mbote pelo forte contributo na minha carreira enquanto Assistente de Call Center e impulsionador da minha mobilidade da área comercial para a técnica.

O Eng.º Amilcar Safeca que sempre foi a nossa referência de proficiência, com quem podemos contar permanentemente para orientar e dar suporte diante dos desafios.

O Eng.º José Neto, meu primeiro Director na antiga Direcção de Operação e Manutenção.

O Eng.º José Mavungo, meu Director, uma referência colectiva de moral, rigor, disciplina, paciência e do bem gerir. Apreciador e promotor da competência. Uma verdadeira referência de liderança pelo exemplo.

A Engª Rita Oliveira e o Eng.º Bruno Salakiaku que influenciaram a minha mobilidade para a área técnica, e com mestria souberam transmitir conhecimento técnico e de gestão.

E por último o Jorge Josué, meu contemporâneo desde a Universidade, profissional íntegro com quem aprendo reiteradas vezes.

A UNITEL é para mim a maior família de Angola. Representa o início, o presente e o futuro. Aqui me tornei um profissional competente  e adquiri ao longo dos últimos 20 anos, através de formações e da prática, competências comportamentais, técnicas e de liderança.

Sinto-me orgulhoso do percurso profissional que galguei e por fazer parte da maior e melhor empresa de telecomunicações do País, pela aposta no seu capital humano, constante renovação e evolução tecnológica.

A Unitel é o Futuro!